Plano de saúde pet: vale a pena implementar na minha clínica veterinária?

por Raíssa Guimarães | 7 de dezembro de 2020

Compartilhe

Sem dúvidas, você já ouviu falar sobre plano de saúde pet. Esse serviço vem crescendo cada dia mais e está entrando na vida dos tutores para ficar.

Isso porque, semelhante a um plano de saúde humano, o plano de saúde pet leva mais segurança e tranquilidade para tutores e, claro, para os animais de estimação. Principalmente para aqueles que consideram os bichinhos membros da família.

Para os pets e tutores, o plano de saúde é muito vantajoso, porque o animal recebe de forma constante tratamento veterinário e os tutores economizam. 

Mas você deve estar se perguntando: e para a minha clínica? Isso é vantajoso? É neste artigo que iremos responder essas e outras dúvidas. 

Como o plano funciona?

Praticamente como um plano de saúde para humanos, o tutor do animal paga uma mensalidade e em caso de doenças ou acidentes, ele tem o direito aos cuidados veterinários que estão no contrato. 

Atualmente, existem diferentes planos que se adaptam às necessidades e bolso dos clientes. Planos básicos podem custar a partir de R$ 20,00 por mês, assim como planos completos podem custar até R$ 800,00 por mês. 

Os principais serviços que os tutores procuram em um plano de saúde pet são: consultas clínicas, exames laboratoriais, vacinas e atendimento de urgência e emergência. No entanto, existem planos que oferecem cirurgias, exames por imagem e até terapias alternativas. 

Quais as vantagens para minha clínica? 

Diferenciação no mercado, fidelização do cliente e previsibilidade no faturamento são as principais vantagens para quem opta por oferecer esse serviço. 

Você pode pensar da seguinte forma: infelizmente é inevitável que pets adoeçam e acidentes podem acontecer a qualquer momento, mesmo que o tutor seja extremamente cuidadoso com o animalzinho. 

Sendo assim, quando isso acontecer, o tutor sabe exatamente onde levar o pet porque, além de já conhecer o seu atendimento e especializações, ele também tem o conforto financeiro, pois já está com o plano de saúde do pet em dia e não será pego desprevenido.

Como implementar o plano na minha clínica? 

Existem duas formas de oferecer um plano de saúde na sua clínica. Criando um plano exclusivo ou se credenciando em grandes planos de saúde. 

Essa escolha depende de alguns fatores e, por isso, é importante analisá-las com calma para não sair no prejuízo financeiro, prometendo serviços que não consegue cumprir. 

  • Plano exclusivo 

Para desenvolver um plano exclusivo, você deve considerar quais são os serviços que você oferece atualmente. A partir de então, analisar quais os tipos de planos você pode criar, seus benefícios e preços. 

Considere a estrutura da sua clínica e os equipamentos que você dispõe, lembre-se que o plano vai gerar interesse e, consequentemente, mais clientes. Você tem que estar preparado para atendê-los com a mesma qualidade dos atendimentos particulares. 

Caso você não tenha algum serviço disponível e não seja viável implantá-lo no momento, considere fazer parcerias com outras clínicas que ofereçam esse serviço. 

Banho e tosa, descontos em medicamentos ou vacinas são um atrativo para que os clientes contratem um plano pet. Isso porque o tutor pode não ter o hábito de fazer consultas de rotina e ver esses outros serviços como vantagem. 

  • Plano credenciado

Se criar o próprio plano não é vantajoso para você, mas ainda sim você quer ter esse diferencial, você pode aderir aos planos já existentes. 

Existem, no Brasil, grandes empresas que disponibilizam esse serviço e possuem clínicas conveniadas em todo o país. Dessa forma, você pode continuar oferecendo os serviços que já possui e não tem muito trabalho para a captação de clientes. 

Sanamos suas dúvidas em relação ao plano de saúde pet?

Compartilhe o conteúdo com seus amigos da área! Esperamos ter ajudado. 

Fontes: Canal do pet; Patas da Casa e Bens Vet

POSTS RELACIONADOS

O que é preciso para oferecer atendimento 24h na minha clínica veterinária?

por Raíssa Guimarães | 4 de janeiro de 2021

A cada ano o número de clínicas veterinárias aumenta, e com elas os vários tipos de serviços oferecidos No entanto, quando se

LEIA MAIS

Quanto o brasileiro gasta em média ao ano com seus pets?

por Raíssa Guimarães | 26 de outubro de 2020

Cada vez mais os brasileiros consideram os pets como membros da família e, por conta disso, a forma como cuidam dos bichinhos

LEIA MAIS

© Central Veterinária . Todos os direitos reservados.